Podcast #56 Laranja Mecânica – A Arbitrariedade do Livre Arbítrio

Voltamos e agora com um clássico dos cinemas.

Dessa vez Léo Agrelos, Fillipe Rocha (fazia tempo) e Nito Xavier, conversam sobra um dos filmes mais controversos de Stanley Kubrick e aproveitam para analisar a importância da liberdade. Aperte o play, mas só se quiser. Respeitaremos seu livre arbítrio.

Só tenha cuidado pois esse está imperdível.

Nossas Redes: Instagram, Facebook, Twitter

Leonardo Agrelos
Se acha um host, mas não sabe houstear. Se acha um podcaster, mas tem a linguá presa. Se acha um nerd, mas nunca terminou de ler O Senhor dos Anéis. Se acha um escritor, mas sempre procura no Google como se escreve impeachment. Entre tantos achismos uma certeza, a de que tem que melhorar como pessoa para parecer menos com um babaca.
http://www.pupilasembrasas.com.br
  • Pingback: Contraponto 001 – Violência: a cultura pop sangra | Bibotalk - Teologia é nosso esporte!()

  • Fala Galera! Laranja Mecânica é perturbador, incômodo e lindo. A questão do experimento mostra que não se pode impor o que quer que seja ao ser humano, pois na verdade Alex nunca foi curado. É nesse ponto que vemos a eficácia do Evangelho, pois este não tenta eliminar a identidade do ser mas promover-lhe a redenção de seus erros, a consciência de suas atitudes e opção de mudança. Quanto ao nome do filme a minha opinião é de que a laranja é o próprio Alex que foi espremido até restar só o bagaço.

    Ahh! Não falem mal de 2001… eu assisti 21 vezes e li o livro quase dez vezes além de ter lido algumas vezes o conto, The Sentinel, que deu origem ao filme. Kkkk. Grande abraço.

    Luis Vulcanis
    http://www.esconderijounderground.com

  • Fala pessoal! Não assisti todo o filme. Nem lembro porquê. Mas achei interessante as análises de vocês. No ponto que vocês comentaram, sobre a religiosidade, muitos acabam aceitando tudo o que vem do púlpito, sem contestar, pois acreditam que “vem de Deus”. Mas assim como Deus usa homens, Ele também nos instrui a estudarmos a Palavra, para não sermos como crianças. Assim, qualquer palavra que vem do púlpito, por exemplo, deve ser contestada através da Bíblia. Não podemos ser alienados. Deus quer servos que pensam e estudam.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Audrey Oliveira

    Aeeeeee! Finalmente um cast sobre o Laranja Mecânica (gostei muito da explicação do nome do filme, nunca tinha parado pra pensar nisso).
    Primeiramente parabéns pelo cast meninos, ficou muito bom! Só não ficou perfeito pq vcs não conseguiram seguir uma ordem que fizesse uma pessoa que não assistiu o filme entender td facilmente.
    Esse foi um dos filmes que eu só assisti por indicação do Pupilas. Vcs falavam tanto desse filme em outros casts que em dezembro do ano passado resolvi assistir.
    Pra mim esse filme é o melhor e o pior filme juntos, só o Kubrick pra conseguir um feito desses.
    Vou explicar melhor meu ponto de vista. Ele é o pior pq nunca nenhum outro filme me trouxe tanto desconforto, tanta sensação ruim quanto esse. Só de ouvir a trilha sonora nesse cast já me trouxe aquela sensação horrível. O filme é muito perturbador.
    Mas ele é o melhor pq ele tráz vários assustos importantes e filosóficos pra uma discussão e reflexão muito boas, fora o principal assunto do livre arbítrio. E tbm por toda a parte artistica que vcs comentaram muito bem.
    Alías parabéns pelos comentários e pela ótima aplicação no final.
    Beijão equipe Pupilas!

  • Assisti esse filme quando eu tinha 12 anos e sinceramente não entendi nada, sei que fiquei meio traumatizado em vê-lo(rs) pois não lembro da historia do filme, mas quando puxo ele pela memoria apenas as cenas de violência vem a minha mente me causando repulsa do filme, porem sei que é um filme clássico e preciso assisti-lo já com um olhar adulto, pois quando assisti tinha apenas 12 anos têm 😀

  • Samuel Santos

    Esse é um daqueles filmes que sempre fico Procrastinando,dai toma,não posso ouvir o Pupilas 🙁 .Pelo menos agora tenho que ver de todo jeito.

    • Nito Xavier

      Corre pro YouTube!

Top