Star Wars: O Despertar da Força vs. Avatar: A Força não foi tão forte assim…

(Fotos: montagem canal do Youtube Star Wars Headquarters.)

No primeiro final de semana de estreia de Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força tivemos milhares de projeções, dizendo que Star Wars se tornaria a maior bilheteria de todos os tempos, superando assim Titanic e Avatar, segundo e primeiro respectivamente.

O valor ainda parecia muito distante, e especulava-se de que quem decidiria essa batalha seria a China e seus bilhões de olhinhos fechados, brincando de sabres de luz. Persistia uma grande dúvida em relação ao país, já que na China não existe uma legião de fãs como se ve ao redor do mundo. A Disney sabia disso e investiu pesado no último ano para tentar conquistar o coração dos chineses. Por isso, especialistas tinham a certeza de que o fator determinante nessa queda de braço com Avatar seria a eficiência do marketing da Disney pra cima dos chineses. A campanha deu certo, porém não pareceu ser suficiente.

Hoje já se admite apenas passar dos $2 bilhões em bilheteria (exatamente $2,052,842,00 atualmente), um verdadeiro recorde para a franquia e um enorme sucesso financeiro, porém ainda abaixo de Titanic. Ao que parece James Cameron ainda continuará com a sua dobradinha na liderança.

Mas por que O Despertar da Força não conseguiu ir mais longe? O jogo estava mais favorável para os Jedi. Mais fãs fervorosos; um universo gigantesco, totalmente estabelecido; mitologia de conhecimento universal; personagens lindamente carismáticos; um amável roteiro, sem contar o fator Disney, acostumada a promover intensamente seus blockbusters. Então, pergunto novamente: por que, POR QUE  O DESPERTAR DA FORÇA NÃO CONSEGUIU DESBANCAR A BILHETERIA DE AVATAR?!?!

Aqui vai minha teoria, mas com certeza há outros fatores que você também poderá me ajudar, apontando nos comentários:

  • Avatar conseguiu mais de $760 milhões só em casa. Foi facilmente superado pelo Episódio VII ($928 milhões), mas o que fez Avatar ser o filme de maior bilheteria da história foi a arrecadação internacional. Isso pode até revoltar os fãs de George Lucas, mas faz sentido a vitória de Cameron.
  • Avatar tem uma história simples e até criticada por muitos pela simplicidade. Porém as histórias simples são extremamente populares, ainda mais quando bem executadas. Star Wars não é complexo, longe disso, mas tem um pouco mais para oferecer. Talvez aí esteja a primeira vantagem de Avatar. Conseguiu ser simples na medida. Não querer dar mais, não entregar o menos, mas mostrar o medíocre, o satisfatório. Agradando assim orientais e ocidentais. Parece a formula da Coca-Cola: todos tentam copiar, mas parecem não conseguir.
  • Avatar não tinha fãs. É estranho esse ponto, eu sei. Mas Star Wars tem alguns fãs bem bizarros. Outros poucos, bastante extremistas, assim como toda grande franquia de filmes. Do ponto de vista comercial, esses fãs no mínimo pagam o orçamento dos filmes, o que acaba por ser um tiro certo. Porém eles podem espantar uma nova audiência com seus fan services e suas super taras. Talvez esse também seja um ponto a analisar.
  • Avatar e seu incrível 3D! Sem dúvida esse é o grande diferencial de Avatar, que é considerado, até hoje, como o melhor filme a utilizar essa técnica. Desde seu lançamento, as cópias físicas de home video de Avatar são usadas para demonstrar televisores potentes e sua alta tecnologia. Muitos foram ver o filme em 3D. Até porque ele se vendia como uma experiência incrível com óculos. Enquanto isso, apesar de o Episódio VII ter também versões em 3D, muitos queriam simplesmente ver e rever Luke Skywalker e seus novos amigos. Pouco importa se era 3D, dublado ou legendado. A galera queria assistir. A maioria correu para onde tinha ingressos. O preço dos ingressos em 3D, que em alguns cinemas chega a ser o dobro do preço normal, fez com que o faturamento dos bípedes azuis fosse para as alturas.

Talvez a métrica não seja das mais efetivas. Julgar o sucesso de um filme pelo valor arrecadado me parece meio injusto. Ainda mais com o uso do 3D. O ideal seria o número de pessoas, número de ingressos. Mas a galera se liga mais nas cifras. Tanto faz se o filme foi mais visto, teve um orçamento menor ou foi mais comentado. O que importa são as cifras. Sendo assim, Avatar ainda é o “Rei do Mundo”.

Leonardo Agrelos
Se acha um host, mas não sabe houstear. Se acha um podcaster, mas tem a linguá presa. Se acha um nerd, mas nunca terminou de ler O Senhor dos Anéis. Se acha um escritor, mas sempre procura no Google como se escreve impeachment. Entre tantos achismos uma certeza, a de que tem que melhorar como pessoa para parecer menos com um babaca.
http://www.pupilasembrasas.com.br
  • Leo Onoma

    As duas maiores bilheterias de todos os tempos com a devida correção monetária são: …E o Vento Levou e Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança.

Top